fbpx

Em cada projeto fotográfico que eu desenvolvo aqui na Colmeia, eu tenho um envolvimento pleno com ele, pois pra mim o meu trabalho vai muito além da fotografia. Eu fotografo pessoas e quero captar suas personalidades e suas emoções. E para isso, eu lido com sentimentos, os meus e os seus. Com as mini-sessões ao longo do ano, eu estou sempre vivenciando momentos de reflexão cíclicos sobre um mesmo tema. Sim, eu preciso que os meus projetos tenham um significado.

Hoje eu estou fazendo uma reflexão sobre o dia dos pais, e o quanto o personagem Pai é importante na vida de um bebê, de uma criança, e como é a lembrança desse pai na vida de um adulto.

O meu foco na fotografia de família são bebês e crianças pequenas, portanto, os pais que eu fotografo estão na faixa etária média de 30 a 45 anos. E eu queria passar uma mensagem para esses pais sobre a mini-sessão fotográfica de Pais.

Há 25 anos, eu perdi meu pai quando eu tinha 15 anos, em uma luta contra o câncer que durou por volta de quatro anos. Ele tinha apenas 40 anos de vida – que por acaso é a mesma idade que tenho hoje. De vez em quando eu folheio um único álbum de fotos que eu tenho da minha infância, em busca de fotografias dele comigo. As poucas fotos que tenho dele comigo no colo, me transmitem segurança, e naquele abraço dele me segurando tão forte, eu sinto proteção. Nas fotos que tenho dele comigo já maior, estou abraçando-o e isso me remete à conforto.

São 4 fotos apenas, mas de um valor inestimável. E eu sempre penso “por que não tiramos mais fotos desse nosso vínculo pai-filha?”. Na verdade, essas fotos bastam para trazer à tona todas as lembranças que tenho dele. Eu encho meu peito de ar e respiro aliviada por essas memórias. Já pensou se eu não tivesse essas (poucas) fotografias do meu pai?

Você sabia que basta uma única fotografia para que seu cérebro resgate as lembranças mais profundas em seu inconsciente. Por isso, eu recomendo fortemente que você, pai, participe de uma sessão fotográfica e registre momentos únicos com seu filho e o vínculo existente entre vocês dois. É rapidinho! Mas a lembrança vai durar pra sempre!

Você olha os álbuns de fotografia da sua infância? O que sente quando vê imagens da sua vida passada? Conta pra mim, adoro histórias escritas através de imagens!

Fotografia, lembrança impressa. Pra sempre.